PROCESSO

EMPREENDEDOR

v5.1

Etapas de desenvolvimento de uma startup.

A SEGUIR

Materiais teóricos sobre cada etapa usados nos workshops da FGV Ventures

Ferramentas e outros materiais de apoio ao processo empreendedor.

#1 Nicho & Persona

Como é impossível levar sua ideia, solução, propósito ou tecnologia para todas as pessoas no mundo (ao menos quando estamos começando), uma boa estratégia é focar em um nicho específico de mercado que tem uma dor muito forte a ser resolvida. 

Este nicho de mercado (chamado de segmento) deverá ter um perfil de cliente que o representa. Este perfil de cliente é uma pessoa que está tentando de alguma forma fazer algo, mas não está conseguindo. 

 

Nosso papel como empreendedores é entender o que o cliente está tentando fazer e descobrir se há um problema real nisso que impossibilita ela de realizar. 

Primeira grande descoberta do negócio: Validar se há um problema real.

#2 MVP & Produto

Com mais informações sobre o que nosso cliente está tentando fazer podemos criar testes para nossa solução. Essa Segunda grande validação é se o que queremos fazer é a solução adequada para o problema do cliente.  

Não é o momento de trabalhar um produto cheio de tecnologias. Mas sim de aprender rápido como o produto certo deve se comportar. 

Neste momento temos uma virada de chave na startup. Caso seja validado que a nossa solução é a correta para resolver o problema do cliente dizemos que alcançamos o: Problem/Solution Fit.

Agora sim, conscientes do produto adequado a startup avança o produto. Ainda testando e validando:

- Validar se consigue automatizar o processo.
- Validar se é possível replicar o produto.

#3 Go to market & PMF

Por fim precisamos encaixar o produto em um modelo de negócio financeiramente viável. Começamos descobrindo a melhor forma de capturar parte do valor que geramos para o cliente (modelo de receita).

Depois, precisaremos entender como adquirir e converter clientes. Ainda estaremos em uma etapa de validação, de fato testando e validando a estratégia de Go to market (GTM). 

Com clientes recorrentes na base conseguiremos calcular métricas como Lifetime Value (LTV) e o Custo de aquisição do cliente (CAC). Entendendo, e finalmente provando, se nosso modelo de fato é escalável. 

Ou seja, quando sabemos que temos um produto replicável e provamos que o modelo de negócio é escalável, atingimos o: Product/Market fit. E após esse PMF podemos estruturar governança e máquina para crescer e virar uma grande empresa. Até esse momento tudo é aprendizado e validação!

ETAPAS

processo empreendedor.png